A Grande Orquestra do Desastre


A Grande Orquestra do Desastre

Grande orquestra de música improvável.

.Ateliers. Workshops.

Festival FMM, Sines, PT  2017 -  Copyright: Maria João Arcanjo

Projeto do músico francês François R. Cambuzat & Gianna Greco (Ifriqiyya Electrique, Trans-Aeolian Transmission, Putan Club, Machine Rouge). O objetivo é envolver os participantes na escrita de uma paleta de composições musicais instantâneas, desenvolvendo métodos de criação contemporânea próximos da improvisação.

 

São os gestos, sem batuta e pouco convencionais para o esperado de um maestro, que conduzem os sons que vão emergindo, um a um, da bateria, do violino, da viola clássica, do xilofone, de instrumentos de sopro de várias formas e feitios e até da própria voz de músicos pequenos e graúdos.

Isto não é sobre a técnica, é sobre ouvirem-se uns aos outros e tocarem juntos, interagindo e fazendo sons em conjunto.

O que pode parecer desordenado a quem assiste pela primeira vez, pouco a pouco, ganha ritmo musical, conforme se vão repetindo sons, que ora aumentam ora diminuem de intensidade.

Aberto a todos. Traga seus instrumentos, ou apenas a sua voz.

A Grande Orquestra do Désastre foi várias vezes convidada para o FMM de Sines: 2015, 2017 e 2019.

LPA Claude Simon Rivesaltes 2010-  Copyright: Etiennette Laporte

Mais do que um workshop, é um processo real de criação orquestrado em dois tempos artísticos: I) a realização de oficinas de ensaios, II) um concerto de restituição.

Criação de composições instantâneas (músicas, instrumentais, solos, etc ...) para um grande grupo de músicos, profissionais ou amadores: não é necessário nenhum nível musical particular. Idade: 8 a 108 anos. Instrumentos acústicos: reais (guitarras, vozes, sousafone, etc ...) ou inventados (potes, caixas, chocalhos, apitos, caixas ... etc ...) e voz.

O desafio é conseguir criar uma paleta de composições musicais instantâneas, usando alguns métodos de criação contemporânea próximos da improvisação. Para atender a essa conscientização, o motorista irá explorar e desenvolver um sistema de sinais e painéis que lhe permitirá moldar e amalgama os elementos da orquestra em tempo real e, assim, criar um evento único e execução possível apenas nesta ocasião. A técnica utilizada é próxima daquela adotada na tradição da música moderna baseada nas experiências de compositores / maestros como Lawrence D.Butch Morris, Anthony Braxton, etc.

François R. Cambuzat desenvolveu, assim, uma linguagem composta de grades de improvisação estruturadas e nuances escritas, comandos gestuais especialmente criados para o uso de qualquer pessoa, independentemente de experiências musicais, estudos, idade ou idioma.

Há um grande número de métodos didáticos musicais, desenvolvidos ao longo do tempo por uma grande variedade de músicos e professores, dos mundos do jazz, da música clássica ou da música popular, que podem ser emprestados, se necessário.

No entanto, o mais importante será gerar uma vontade orgânica (ouvindo o outro + interação) por parte dos participantes, em uma progressão natural, para uma estruturação da improvisação peculiar a este conjunto.

A Grande Orquestra do Désastre foi organizada em teatros, clubes, festivais, colégios, escolas primárias ... Festival FMM Sines (PT - 2015, 2017, 2019), L'Antipode Rennes (F, 2019, LPA Claude Simon Rivesaltes (F - 2010, 2012) ...

FMM Sines 2015:

Beatriz Faria : violino

Gil Maddalena : flauta Peuhl, berimbão da boca

Luis Patta : batteria

Maria Miguel : violoncello

Erica Machado : violino

Francisca Miguel : guitarra

João Senna : guitarra, flauto transversal, didgeridoo

Càtia Cova : violino

Clara Martiniano : trompa

Luis Guerreiro : darbuka

Manuel Ruis : oboè

e outros heròis....


Contact

L'Antipode, rennes, F, 2019  2017 -  Copyright: Claire Huteau

L'Antipode, rennes, F, 2019  2017 -  Copyright: Claire Huteau

LPA Claude Simon Rivesaltes 2010-  Copyright: Etiennette Laporte

L'Antipode, rennes, F, 2019  2017 -  Copyright: Claire Huteau

L'Antipode, rennes, F, 2019  2017 -  Copyright: Claire Huteau

LPA Claude Simon Rivesaltes 2010-  Copyright: Etiennette Laporte

Festival FMM, Sines, PT  2017 -  Copyright: Maria João Arcanjo